... .. .... Notícias atualizadas a todo instante, para deixar o leitor bem imformado

18 janeiro 2017

Investigado pela Operação Lava Jato, o vice-presidente Câmara, deputado Waldir Maranhão (PP) declarou hoje ao Estadão que vai trabalhar para se eleger senador na chapa do governador Flávio Dino (PCdoB), que tentará reeleição



“A minha disposição é essa: disputar o Senado. Vou tentar mostrar que sou viável na base”, disse.

A vaga foi prometida por Dino em troca do voto do parlamentar contra o impeachment de Dilma Rousseff.

Na eleição de 2018, quando duas vagas para o Senado estarão em disputa, Maranhão deve ter como adversários o ex-governador José Reinaldo (PSB), o deputado federal Weverton Rocha (PDT) e o ministro do Meio Ambiente, deputado federal Sarney Filho (PV).

Durante a entrevista ele admitiu, pela primeira vez, que cometeu um “equívoco” ao anular a votação do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT) em 2015. Prestes a deixar o cargo na Mesa Diretora após um conturbado mandato, ele diz que seu foco agora será viabilizar sua candidatura ao Senado em 2018.

“Dei minha contribuição ao Parlamento, ainda que tenha cometido equívocos”, disse Maranhão. Na avaliação dele, o principal erro foi ter anulado, em 9 de maio do ano passado, a votação da Câmara do dia 17 de abril que aprovou o impeachment de Dilma por 367 votos a 137. “Foi um equívoco do ponto de vista político, jamais do ponto de vista jurídico”, disse o deputado, que acabou revogando a anulação um dia depois, após pressão política.

O 1º vice-presidente da Câmara avaliou que errou politicamente, porque sua decisão foi contra o que a maioria da Casa queria. “Fiz por convicção política, para o momento. Mas a Casa queria o impeachment. Fui contra de início (revogar a anulação), mas depois acatei o que a Casa queria”, afirmou. “A política é feita pelo fato e tempo. O fato foi a minha decisão. E o tempo vai mostrar que o País saiu da crise”, acrescentou.


Blog da Kelly/ (Com informações do Estadão)

POLÍCIA MILITAR DE SENADOR ALEXANDRE COSTA PRENDE ASSALTANTES DE CARGA

16114343_1024059697738636_1761775527795880194_n

Policiais militares lotados na cidade de Senador Alexandre Costa prenderam três elementos acusados de serem assaltantes de alta periculosidade na região central do Maranhão. Os três foram presos após terem praticado um assalto na estrada do Baú que liga Presidente Dutra a Timon. Os três são acusados de terem tomado de assalto um caminhão boiadeiro esta semana que foi abandonado em uma estrada vicinal na zona rural da cidade de Dom Pedro.
CAMINHÃO ENCONTRADO.
Na manhã de ontem terça-feira (17), quando policiais militares da cidade de Dom Pedro faziam rondas, no sentido de prender assaltantes que estavam tomando celulares na cidade,, acabaram encontrando o caminhão em uma estrada vicinal no município de Dom Pedro. O caminhão foi encontrado pelo Sargento Nonato, soldados Airion e Eclen que estavam na guarnição de serviço.
Blog do De Sá

Sousa Neto cobra governo sobre caso de policiais desaparecidos

O deputado estadual Sousa Neto voltou a cobrar respostas do Governo Flávio Dino a respeito do caso de dois policiais militares que estão desaparecidos há dois meses. Os policiais Julio Cesar e Carlos Alberto foram vistos juntos pela última vez na cidade de Buriticupu.
Por meio de sua página no Facebook, o parlamentar lamentou a omissão do Governo com o caso e comentou sobre a situação da família dos policiais.
“Cadê os Direitos Humanos? Cadê o comando da Polícia Militar do Maranhão? Filhos, esposas e familiares estão há sessenta dias, aflitos, à espera de notícias do paradeiro dos dois militares. E o que é pior, sem assistência e sem ajuda financeira, eles já estão passando necessidades.”, disse.
Ainda de acordo com Sousa Neto, já foram solicitas informações acerca do andamento das investigações ao secretário de Segurança, Jefferson Portela, no mês passado, mas nenhuma resposta foi dada.
“Vamos continuar acompanhando e cobrando para que o fato não caia no descaso e no esquecimento, e sim, seja elucidado! " As Famílias Merecem Respeito”, cobrou o deputado.
Luis Pablo

17 janeiro 2017

Metrô descarrila, atravessa avenida e destrói parte de terminal em Teresina


Uma locomotiva do metrô de Teresina descarrilou nesta terça-feira (17) por volta das 13h30 ao chegar no terminal Dirceu, na Zona Sudeste de Teresina. O trem saiu dos trilhos, derrubou uma parte do terminal, invadiu uma horta comunitária e atravessou uma pequena avenida. O maquinista pulou antes da colisão e sofreu ferimentos leves.

O cabo Uziel Rodrigues, da cavalaria da Polícia Militar do Piauí, ia passando pelo local quando presenciou o acidente. “O maquinista pulou da locomotiva e sofreu ferimentos leves. Nenhum passageiro ficou ferido. Foi um barulho muito forte e por sorte não aconteceu algo pior no momento em que o trem atravessou a avenida. Era um horário de pouco movimento e por isso nenhum pedestre ou motorista foi atingido”, contou.

Funcionários da Companhia Metropolitana de Transporte Público (CMTP), administradora do Metrô, estão no local realizando os reparos necessários e os procedimentos para recolocar o metrô de volta aos trilhos. A companhia disse que só vai se pronunciar após o resultado da perícia.

Ainda de acordo com cabo Uziel, após pular da locomotiva, o maquinista se levantou e foi para o hospital do Dirceu procurar atendimento médico. O local onde ocorreu o descarrilamento foi interditado.

G1 Pi
Metrô invadiu avenida no bairro Dirceu, em Teresina (Foto: Ellyo Teixeira/G1 Piauí)
Metrô de Teresina descarrilou em terminal de Teresina (Foto: Ellyo Teixeira/G1 Piauí)

Uma boa notícia: presídios no Brasil são controlados, veja imagem


" Brasil uma vergonha mundial " Onde os bandidos tem mais direitos que os cidadãos de bem


Um dos mortos na rebelião do presidio em Manaus se chamava Errailson Ramos de Miranda, ele estava preso por ter estuprado e matado uma *menina de 4 anos*de idade chamada Maria Eduarda.
O Governo do estado irá indenizar a família do Errailson, porém, quando Dudinha  foi estuprada e morta por ele a facadas, ela teve seu útero perfurado pelo meliante durante o estupro. Além das facadas Eduarda recebeu socos e teve seu intestino fraturado pela maldade de um homem com 38 anos durante o ocorrido.
A família dela só recebeu "meus pêsames" do estado. Os Direitos Humanos ou a Rede Globo nunca apareceram em defesa da família. O Fantástico nunca perguntou como o pai de Duda consegue ter forças para viver.A mãe da criança está com depressão e toma medicamentos até hoje!!!
 Esse é o Brasil!
País onde bandido tem direito e cidadão de bem tem impostos para sustentar a tirania!
Vergonha dessas leis estúpidas!!!

Pode divulgar, pro povo brasileiro ver o que essa justiça brasileira apoiada por um canal de tv irresponsável cúmplice da ilegalidade é capaz de fazer.
Valmir Araujo

Seis pessoas morrem carbonizadas em acidente na BR-010 no Maranhão


Motorista perdeu controle da direção do veículo após passar por cima de um buraco na rodovia (Foto: Divulgação/PRF)
Cinco pessoas morreram carbonizadas em um acidente no Km 170 da BR-010, trecho entre as cidades de Campestre e Porto Franco, a 702 quilômetros de distância da capital maranhense, nesta segunda-feira (16). De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), três crianças estão entre as  vítimas.
Segundo informações repassadas pela Base Descentralizada de Comunicação da PRF, o motorista do carro de passeio perdeu o controle ao passar por cima de um buraco na pista. Desgovernado, o veículo bateu na lateral de um caminhão, colidiu com uma caminhonete e por último bateu com um segundo caminhão.
A força do impacto fez com que o carro fosse arremessado para trás e fez com que o motor do veículo fosse arrancado, antes de pegar fogo.  O motorista e os quatro passageiros morreram queimados antes da chegada da equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).
Os corpos foram levados para o Instituto Médico Legal (IML) de Imperatriz. A PRF informou que encontrou bagagens das vítimas ainda com lacre do aeroporto e descobriram que o veículo pertencia a uma locadora o que leva a crer que os ocupantes do carro de passeio estavam, provavelmente, seguindo para algum ponto turístico.


Os corpos foram levados para o Instituto Médico Legal (IML) de Imperatriz (Foto: Divulgação/PRF)
G1