Carregando...

sexta-feira, 21 de novembro de 2014

Diálogo municipalista ( Famem)

quinta-feira, 20 de novembro de 2014

Anunciados os secretários de Educação, Agricultura, Mulher e Igualdade Racial

 Por Leandro Miranda
marcio honaiserO governador eleito, Flávio Dino, anunciou mais quatro membros de sua equipe de governo na manhã desta quinta-feira.
A secretária-adjunta de Educação da Prefeitura de São Luís, Áurea Prazeres, será a titular da pasta de Educação no governo do estado. A Agricultura ficará à cargo do empresário pedetista Márcio Honaiser.
A professora Laurinda Pinto será a secretária de Mulher e o militante social Gerson Pinheiro comandará ações na área de Igualdade Racial.
 
AACHEII.COM    
 

Royalties acrescentarão R$ 220 mi nas receitas de municípios maranhenses

        
Do G1 MA
 

A redistribuição dos royalties da exploração de petróleo na camada pré-sal, aprovada na última terça-feira (6) no Congresso Nacional, deve representar um acréscimo de R$ 220.196.271 nas receitas dos 217 municípios maranhenses, em 2013. Os números fazem parte de um estudo realizado pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM).
Pelo texto aprovado no Congresso, todos os estados e municípios brasileiros terão direito a um percentual nos royalties, após a sanção presidencial. De acordo com o levantamento, a maior parte do ‘bolo’ será destinado à capital maranhense, que deve ficar com R$ 27.730.706.
Após a capital maranhense, duas cidades, Imperatriz e São José de Ribamar, devem receber uma quantia de R$ 5.388.376 cada uma. Da mesma forma, segundo a CNM, Timon e Caxias passarão a receber no próximo ano R$ 5.254.156 pelos royalties.
Paço do Lumiar e Açailândia devem receber R$ 2.147.520, enquanto que Codó, R$ 2.281.740.
Já 34 municípios (Afonso Cunha, Amapá do Maranhão, Belágua, Benedito Leite, Bacurituba, Bernardo do Mearim, Boa Vista do Gurupi, Cachoeira Grande, Central do Maranhão, Feira Nova do Maranhão, Fernando Falcão, Governador Luiz Rocha, Graça Aranha, Jatobá, Junco do Maranhão, Lago dos Rodrigues, Lajeado Novo, Marajá do Sena, Milagres do Maranhão, Montes Altos, Nova Colinas, Nova Iorque, Porto Rico do Maranhão, Presidente Médici, Sambaíba, Santa Filomena do Maranhão, São Domingos do Azeitão, São Félix de Balsas, São José dos Basílios, São Pedro dos Crentes, São Raimundo do Doca Bezerra, São Roberto, Sucupira do Riachão, Tasso Fragoso) receberão os menores valores no Estado, aproximadamente R$ 402.660.
Os valores serão distribuídos de acordo com o mesmo critério de rateio do Fundo de Participação dos Municípios (FPM).            AACHEII.COM    

Operação da Aged apreende animais transportados sem documentação


G1
Uma operação da Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Estado do Maranhão (Aged), juntamente com a Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu, nesta semana, animais que estavam sendo transportados sem nenhuma documentação sanitária exigida por lei. O gado, que estava vindo de uma fazenda próximo ao município de Tasso Fragoso, a cerca de 140 km de Balsas, seria levado para uma propriedade na cidade de Feira Nova, situada na região sul do estado maranhense.
Segundo informações da Aged, o responsável pelo gado apreendido não trazia a guia de transporte animal, um documento exigido por lei pela Aged. O diretor da Aged em Balsas, Diego Amaral, afirma que o gado não tinha sido vacinado contra a febre aftosa, e por isso seria encaminhado para a PRF e logo em seguida iria para a sede da Aged para passar por todo o procedimento administrativo.
“O veículo foi conduzido para a Polícia Rodoviária, posteriormente para a Aged e todo o procedimento administrativo, de autuação do proprietário dos animais foi feita, bem como tentar localizar de onde ele comprou esses animais pra que quem vendeu sem gta seja autuado”, ressaltou.
Todo o gado apreendido recebeu a vacina da aftosa e agora vai ficar em quarentena para a observação. Os criadores têm até o dia 30 de novembro para vacinar os seus rebanhos e devem fazer a comprovação até o próximo dia 15 de dezembro.

AACHEII.COM

quarta-feira, 19 de novembro de 2014

Dino rejeita tese de impeachment e sai na defesa de Dilma Rousseff

Dino e Dilma
Flávio Dino (PCdoB) criticou o que definiu como “golpismo” e alegou não ver motivos para que seja pedido o impeachment da presidenta Dilma Rousseff (PT), em razão das denúncias de corrupção na Petrobras.
“Impeachment não é uma opção política. Impeachment no presidencialismo é uma sanção diante de um crime de responsabilidade. Um ato praticado pelo presidente da República pessoalmente, não por terceiros. Não há nenhuma chance jurídica (de isso acontecer). No presidencialismo, impeachment é exceção”, explicou em entrevista ao programa Roda Viva, da TV Cultura.
Eleito governador com o apoio pessoal da presidente da República e da maioria do PT maranhense, o comunista saiu na defesa de Dilma, afirmando que ela é uma pessoa honesta e que não tinha conhecimento das irregularidades investigadas pela Operação Lava Jato da Polícia Federal.
“Eu tenho muita tranquilidade em afirmar perante o Brasil: a presidenta Dilma é uma pessoa honesta. Eu conheço a presidenta Dilma. Tenho absoluta certeza que ela não concorda com isso (desvios na Petrobrás). Tenho absoluta certeza que ela não participou disso. E tenho absoluta certeza que ela tem condições de levar o seu governo a frente, apesar deste fato”, assegurou Dino, que foi auxiliar da petista no comando da Embratur durante todo o primeiro mandato.



terça-feira, 18 de novembro de 2014

NOTA DE ESCLARECIMENTO DA SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE


A Secretaria Municipal de Saúde vem por meio desta nota esclarecer a sociedade gonçalvina sobre o ocorrido no sábado passado (15/11/2014) por volta das 17:00 horas com o jovem Douglas que foi alvejado na Rua Nova por 5 disparos de arma de fogo sendo o mesmo atingido por 4 tiros, e um deles o atravessou.
Um vídeo editado de duração de 2 minutos foi divulgado em redes sociais onde o jovem Douglas aparece esperando por atendimento, na descrição do tal vídeo foi escrito de forma leiga que o rapaz teria morrido no Hospital de Gonçalves Dias por falta de atendimento, sendo que o mesmo foi socorrido pela ambulância do município no local do ocorrido e levado ao hospital em aproximadamente 5 minutos, já no hospital o rapaz não foi levado para a emergência pois os profissionais buscavam agilizar o atendimento da vítima administrando a medicação prescrita pelo médico de plantão Dr. Emival Rodrigues Carneiro CRM-MA 2438, para que o mesmo pudesse ser encaminhado para o Socorrão da cidade de Presidente Dutra -MA, todo o atendimento no hospital durou cerca de 7 minutos. O rapaz teve de ir sentado pois os ferimentos nas costas não permitiam que o mesmo fosse deitado na maca da ambulância, durante toda a viagem o enfermeiro Diego Campêlo o acompanhou.
O município dentro das competências que lhe são atribuídas pelo ministério da saúde prestou todo o atendimento necessário a vítima, onde o mesmo durou aproximadamente 7 minutos como mostra o vídeo abaixo completo e sem cortes.
FONTE DA MATÉRIA: Site oficia da Prefeitura de Gonçalves Dias
FONTE DO VÍDEO: WHATSAPP

video

Petrolão: Revelação da presença do “chefe do clube” em São Luís complica ainda mais Roseana

O empresário Ricardo Pessoa, considerado pela PF como o chefe do clube de empresas que desviavam recursos da Petrobrás, esteve pessoalmente em São Luíspor Garrone
 
 
 
O empresário Ricardo Pessoa, considerado pela PF como o chefe do clube de empresas que desviavam recursos da Petrobras, esteve pessoalmente em São Luís
Imagens do relatório da Polícia Federal exibido no Jornal Nacional desta segunda-feira revelou que o “chefe do clube”, grupo de empresas envolvidas no esquema de corrupção na Petrobras, Ricardo Pessoa, dono da empreiteira UTC/Constran, esteve em São Luís seis meses antes da prisão do doleiro Alberto Youssef, acusado de intermediar propina com o governo maranhense para a liberação de precatório de R$ 120 milhões em favor da  empresa do próprio Pessoa.
O empresário, que foi preso pela PF, é dono de uma holding que controla investimentos bilionários nas áreas industrial, imobiliária, de infraestrutura e de óleo e gás, e a confirmação de sua presença em São Luís deixou muita gente no Palácio dos Leões de cabelo em pé, em especial a governadora Roseana Sarney, que teve o seu nome citado pelo doleiro Youssef.
Relatório da Polícia Federal confirma presença de Ricardo Pessoa na capital maranhense
Relatório da Polícia Federal confirma presença de Ricardo Pessoa na capital maranhense
A revelação da presença de Ricardo Pessoa na capital maranhense aumentou as dúvidas sobre uma possível renúncia da governadora Roseana Sarney, antes do final de dezembro, diante da real possibilidade de um pedido de prisão imediato com a perda do foro privilegiado.
A Polícia Federal ainda não teria pedido a prisão de Roseana para não atrapalhar o curso das investigações, já que a sua prerrogativa como governadora levaria todo o processo investigativo para o Superior Tribunal de Justiça, beneficiando inclusive os empresários presos pela Lava Jato.
A estratégia montada no Palácio dos Leões é ganhar tempo com a permanência de Roseana no governo, até encontrar um outro meio que possa protegê-la do juiz paranaense Sérgio Moro, como novo foro privilegiado ou mesmo um acordo político que possa livra-la da cadeia.
No despacho que autorizou a ação da PF na última sexta-feira, que resultou na prisão de vários empreiteiros, inclusive Ricardo Pessoa, o juiz paranaense escreveu que via com “estranheza que empreiteira utilizasse os serviços de Alberto Youssef, especialista em lavagem de dinheiro, para negociar precatório com o governo estadual”.
Com mais essa começa a ir por água abaixo o sonho do presidente da Assembleia, Arnaldo Melo, em assumir o governo do estado com a renúncia antecipada de Roseana.
 

POLÍCIA CIVIL DESTROEM 100 MIL PÉS DE MACONHA EM ROSÁRIO



Uma operação desencadeada pela 1ª Delegacia Regional de Rosário resultou, nesta sexta-feira (14), na erradicação de uma roça de maconha que continha, aproximadamente 100 mil pés da droga, no Povoado Santa Maria, em Rosário.
Segundo a delegada regional da cidade, Maria Eunice, a descoberta da plantação só possível após denúncias anônimas que delatavam a ação criminosa.
Ao perceber a chegada dos investigadores, o proprietário da roça, José Domingos dos Santos, o “Dominguinhos” e o seu sobrinho, conhecido como Riba, se evadiram do local. 
Ainda de acordo com a delegada, contra José existe ainda um mandado de prisão em aberto pelo crime de tráfico. Após a descoberta do plantio, os policiais incineraram todos os pés da maconha.
A Polícia Civil irá abrir um inquérito para investigar o caso e, em seguida solicitará à justiça a prisão dos dois indivíduos. 
fonte SSP-MA

Flávio Dino defende constituinte exclusiva para tratar das reformas política e tributária




Em entrevista ao portal IG nesta segunda-feira (17), o governador eleito Flávio Dino defendeu a instauração de uma constituinte exclusiva para tratar das reformas política e tributária no Brasil. A declaração foi dada durante avaliação do alcance político da Operação Lava Jato, desencadeada pela Polícia Federal, que investiga irregularidades na gestão da Petrobras e aponta o envolvimento de membros do governo do Maranhão. 

Flávio Dino lembra que as apurações já arrolaram, em diferentes níveis de envolvimento, entre 40 e 50 parlamentares. Para o governador eleito, as investigações e também a decisão do STF que deve impedir a doação para campanhas políticas por pessoas jurídicas (a votação está paralisada por um pedido de vistas do ministro Gilmar Mendes) criam condições para uma reforma política.

“A operação revela corrupção e enriquecimento ilícito junto com o financiamento eleitoral. É o momento de discutir com a sociedade quem paga o custo da democracia e quem deve pagar por ele”, afirma. Dino defende o financiamento público de campanha e a realização de uma constituinte exclusiva para tratar das reformas política e tributária, cuja eleição de integrantes seria em 2016, junto com as disputas municipais.

Ex-juiz federal, antes de iniciar a carreira política, Dino presidiu a Associação dos Juízes Federais (Ajufe) e foi secretário-geral do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Ele afirma que tem certeza que a Operação Lava-Jato vai terminar com a prisão de corruptos e corruptores.

“Na época dos anões do Orçamento (no início dos anos 1990), os senadores José Paulo Bisol e Pedro Simon levantaram a questão da punição também aos agentes econômicos, mas não havia um ator externo à política tão forte quanto o Judiciário é hoje”, opina. Antigo colega do juiz Sergio Moro e de Teori Zavascki, do STF, Dino acredita na independência de ambos para concluir as investigações.

STF independente
Para Dino, as nomeações dos presidentes Lula e Dilma para o STF deram uma independência ao tribunal inédita na República. Para ele, a situação só se compara a dois breves momentos: o confronto com Floriano Peixoto e no início da ditadura militar, antes das cassações de três ministros.

AACHEII.COM

segunda-feira, 17 de novembro de 2014

Copa Gonçalvina de futebol

A disputa da segunda copa Gonçalvina continua, com o campeonato mais importante de nossa região.
O estadio Hamiltão é o palco principal dessa disputa, e o evento reúne todos os sábados e domingos as melhores seleções do interior Maranhense.
Esse grande evento que acontece todos os anos e tem uma realização da secretária de esporte e lazer, secretário Diego Almeida, com o apoio da prefeitura municipal de Gonçalves Dias, na pessoa do Prefeito Vílson Andrade.

Confira aqui o resultado da terceira rodada:

15/11 seleção de Governador Archer          -            0
seleção de São Domingos  ( Vasquinho )    -            3


16/11 seleção de Gonçalves Dias               -             4

seleção de Capinzal do Norte                     -              0    


AACHEII.COM
Negocio&Companhia




























aacheii.com        


domingo, 16 de novembro de 2014

A LONGA MARCHA DE FLÁVIO DINO



As entrevistas do governador eleito Flávio Dino (PCdoB) aos jornais de repercussão nacional, especialmente na Folha de São Paulo, apontam os sinais do futuro.

No diálogo com o jornalista Fernando Rodrigues, Dino discorre sobre o cenário de Brasília, já se posicionando como um político de referência na mídia do centro-sul do país.

Os jornalistas estão entusiasmados com as bandeiras do choque de capitalismo e da revolução burguesa no Maranhão, erguidas por um governador eleito pelo partido comunista.

Se tudo correr conforme o programado, daqui a oito anos Dino terá completado dois mandatos de governador. Será senador e pode voltar ao Palácio dos Leões, mas é pouco!

Depois disso, com menos de 60 anos, vai fazer o quê?

Com certeza não será conselheiro no Tribunal de Contas da União (TCU).

Flávio quer mais. O PCdoB também.

A primeira meta é tirar o Maranhão dos piores indicadores sociais do Brasil e apresentá-lo ao país como uma experiência exitosa de governo.

Nesse percurso, pretende construir novas agendas midiáticas. 

Haverá uma obsessão para tirar o Maranhão das páginas do crime, das tragédias de Pedrinhas, da fome e da miséria, dos mal feitos e das obras fantasmas ou superfaturadas.

No primeiro discurso em local público, no dia da vitória, em 5 de outubro de 2014, na praça Maria Aragão, Dino abriu a fala dizendo: “está proclamada a República no Maranhão!”

Não foi uma frase qualquer. Houve ali um enunciado.

Nas entrelinhas da entrevista com Rodrigues há digressões de Flávio sobre soluções para o dilema entre o PT e o PSDB.

Dino propõe um pacto entre tucanos e petistas e indica sugestões para a reforma política.

Está nas palavras do comunista o antídoto para a esquizofrenia que tomou conta da eleição presidencial de 2014 e alimenta o terceiro turno.

Desenvolvo, ele opina sobre a conjuntura nacional com ares de protagonista da cena principal.

Dino tem outra vantagem: é o único nome do PCdoB nacional. Em caso de um projeto majoritário no futuro, o governador do Maranhão será ungido pelo alto comando comunista.

Diferente dos outros partidos, onde há disputas e rachas, o PCdoB é regido pelo centralismo democrático. A legenda é verticalizada a as possíveis divergências sequer saem das reuniões a portas fechadas.

O PCdoB nacional vai vigiar e “orar” pelo Maranhão, projetado para ser a vitrine do Brasil.

Comparado aos 50 anos de atraso liderados por José Sarney, o pouco que for feito já será muito, elevando o Maranhão a novos patamares no cenário nacional.

Os passos iniciais estão sendo dados meticulosamente na formação do secretariado.

No primeiro escalão, foram vetados até agora todas as figuras estigmatizadas pela agiotagem, corrupção, desmandos administrativos e práticas coronelistas nos municípios mais emblemáticos.

Famílias e políticos tidos como indesejáveis e asquerosos, notadamente nocivos ao interesse público, ficaram excluídos na formação principal do governo.

Essa é uma questão central para o sucesso da gestão.

No projeto de “vender” o Maranhão da mudança, não cabe esse tipo de gente. 

É o primeiro passo para a longa marcha.

No G20, Dilma diz que Lava Jato mudará Brasil

IG
A presidente Dilma Rousseff encerrou neste domingo (16) sua participação no encontro do G20 – grupo que reúne as 19 maiores economias do mundo e a União Europeia – posicionando-se sobre os desdobramentos da Operação Lava Jato da Polícia Federal, que investiga o desvio de recursos da Petrobras para partidos políticos.
Reprodução/BBC
Presidente disse que a maioria dos funcionários da estatal são honestos; líder evitou a se posicionar sobre a Ucrânia ou a adiantar nomes de novo governo
Em uma coletiva de imprensa concedida em Brisbane, na Austrália, a presidente afirmou considerar que a operação "pode mudar o Brasil para sempre".
"Eu acho que isso mudará para sempre as relações entre a sociedade brasileira, o Estado brasileiro e as empresas privadas. O fato de nós, neste momento, estarmos com isso de forma absolutamente aberta sendo investigado, é um diferencial imenso", disse a presidente durante a coletiva.
"Há aí uma diferença substantiva, eu acho que isso pode de fato mudar o país para sempre. Em que sentido? No sentido que vai se acabar com a impunidade", afirmou.
Escândalo
Na última sexta-feira, a sétima fase da operação Lava Jato levou à prisão de quatro presidentes de grandes empreiteiras, 15 executivos e o ex-diretor de serviços da estatal, Renato Duque.
Afirmando que os contratos da Petrobras já estão sendo analisados, a presidente no entanto disse não considerar que o escândalo irá afetar a imagem da empresa como um todo, em um momento em que há um temor de que a credibilidade da estatal entre investidores estrangeiros seja afetada.
Citando casos de corrupção ocorridos em outros países, a presidente disse que “não é monopólio da Petrobras estar sendo investigada por processos internos de corrupção”.
“A maioria absoluta dos membros da Petrobras, dos funcionários, não é corrupta. Agora, tem pessoas que praticaram atos de corrupção na Petrobras. Então, não se pode pegar a Petrobras e condenar a empresa, o que nós temos que condenar são pessoas, e pessoas dos dois lados, os corruptos e os corruptores.”
Dilma defendeu ainda que não é possível fazer generalizações sobre o envolvimento de empreiteiras no escândalo.
“Eu não acho que dá para se demonizar as empreiteiras do país. São grandes empresas e se A, B, C ou D praticaram atos de corrupção, eu acho que eles pagarão por isso”.
Ajustes
Durante a entrevista, a presidente disse ainda que, entre os membros do G20, haveria uma “frustração” com o estado da economia global, já que se esperava um crescimento mais robusto em países desenvolvidos e emergentes.
A presidente voltou a falar que o próximo ano será marcado por “ajustes” na economia brasileira. Embora não tenha entrado em maiores detalhes sobre eventuais cortes, ela sinalizou uma redução de despesas e gastos que “não levam necessariamente à ampliação” de investimentos e do consumo.
“Nós vamos fazer ajustes. Nem todos os ajustes são pelo lado de cortar demanda. Os nossos ajustes, alguns deles, são inclusive reduzindo despesas que nós não achamos que sejam legítimas”, disse.
Reprodução/BBC
Durante o encontro do G20, Dilma também se reuniu com os líderes do grupo Brics – que reúne Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul
“Você tem no Brasil um conjunto de gastos e despesas que não levam necessariamente à ampliação do investimento, nem à ampliação do consumo. Essas despesas que não levam à ampliação do investimento e do consumo são aquelas que nós consideramos que podem ser cortadas.”
Ainda em relação a seu próximo mandato, que se inicia em janeiro, a presidente preferiu não se pronunciar sobre as mudanças aguardadas em seu gabinete e não adiantou nomes de possíveis novos ministros.
Internacional
Durante o encontro do G20, Dilma também se reuniu com os líderes do grupo Brics – que reúne Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul. Em um comunicado divulgado no último sábado, o grupo voltou a pedir uma reforma no Fundo Monetário Internacional que favoreça países em desenvolvimento, em uma cobrança que foi repetida pela presidente neste domingo.
Dilma também teve um encontro com o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, em um momento em que as relações entre os dois países ainda estão estão estremecidas após as denúncias de que o governo dos EUA espionou empresas e líderes brasileiros, no ano passado.
Segundo a presidente, houve “uma conversa bastante informal” com o americano, sem “uma discussão sistemática. Ela disse que os ministérios das Relações Exteriores dos dois países ainda “estudam” uma eventual visita da presidente aos EUA, após o adiamento de uma visita de Estado que faria a Washington no ano passado.
A presidente se recusou a se posicionar ainda sobre a situação da Ucrânia, onde conflitos com rebeldes separatistas já deixaram 4 mil mortos desde abril. Governos ocidentais acusam a Rússia de apoiar os rebeldes, o que é negado pelo Kremlin. Em março deste ano, a Rússia anexou a seu território a península da Crimeia, que pertencia à Ucrânia.
Segundo Dilma, não é “do interesse do governo brasileiro” se posicionar a respeito do tema.
“O Brasil, no caso da Ucrânia, nunca definiu uma posição. Nós nunca nos manifestamos e evitamos sistematicamente nos envolver em assuntos internos. Não é do interesse do governo brasileiro se manifestar a respeito de qualquer problema dentro da Ucrânia, nem de um lado nem de outro”, disse.

Caxias agente da PF mata tenente do Exército com tiro no peito


O corpo do tenente do Exército instantes depois 
do crime: ele foi alvejado com um único tiro 
No início da madrugada deste domingo, 16, o centro da cidade de Caxias foi palco de uma tragédia envolvendo um agente da Polícia Federal e um tenente do Exército.
POR CLAUDIO SABA

O crime aconteceu em frente a pizzaria Nostra Pizza e foi motivado por uma discussão de trânsito e uma boa dose de falta de controle dos envolvidos.

O tenenente do Exército, José Ramos Correia Júnior, lotado no 25º BC, em Teresina, foi alvejado com um tiro no peito desferido pelo agente Isnardo, da Polícia Federal.

Colhi algumas informações na delegacia de Polícia Civil pouco tempo depois do ocorrido.

Ouvi versões de pessoas próximas aos dois envolvidos no caso.

O pouco que consegui saber do episódio dá conta de que os dois teriam se exaltado por conta de uma discussão banal de trânsito que culminou com uma tragédia que tirou a vida de um jovem de apenas 25 anos.

José Ramos Correia Júnior, 25 anos, tenente do 
Exército, estudante de Direito: a estupidez do trânsito 
ceifou a vida de um jovem de futuro promissor
Chegando na pizzaria na primeira hora da madrugada deste domingo, José Ramos teria obstruído a rua no momento que chegou no local. O agente da PF, que também tentava seguir pela via no exato momento, teria buzinado demonstrando que queria passar.

Irritado com a buzina do agente da PF, o tenente do Exército teria colocado o braço para fora do seu veículo e feito um gesto obsceno com o dedo, o que foi o estopim para que a tragédia acontecesse.

Revoltado, Isnardo foi até o carro do tenente e desferiu dois socos nele.

A partir daí as versões que ouvi entram em contradição, pois pessoas próximas ao agente da PF dizem que o tenente saiu do seu veículo de arma em punho, o que motivou Isnardo a tomar a extrema medida de sacar de sua arma e desferir o tiro que ceifou a vida do jovem militar.

Amigos de José Ramos dizem que, apesar de ter uma arma, ele não teria saído do carro com ela em punho, e que o ato extremo do policial federal foi desproporcional.

A sede da Delegacia de Polícia Civil estava repleta de colegas do agente da PF se solidarizando com ele e também por amigos do jovem assassinado.

Não tive tempo para ouvir do delegado de plantão a versão oficial dos fatos.

O jovem tenente do Exército, que também é estudante de Direito, é mais um a entrar nas estatísticas de mortes ocorridas após brigas banais no trânsito.

Um triste episódio que poderia ser evitado caso o bom senso prevalecesse.

http://www.blogdosaba.com.br/


Criação de 3 mil vagas de professor pode ocorrer em uma semana, diz deputado

 por gilbertoleda.
O deputado estadual Roberto Costa (PMDB), presidente da Comissão de Orçamento, Finanças, Fiscalização e Controle da Assembleia informou ontem (12) que o projeto de lei que cria 3 mil vagas de professor do Estado pode ser votado na Casa em até uma semana.
Depende da aprovação pelo Legislativo a oficialização da criação das vagas e posterior realização de concurso público para a área. A urgência na tramitação será pedida pelo peemedebista.
“Já acordei com os colegas deputados que pedirei urgência na tramitação desse projeto por tratar-se de uma demanda importante do Governo do Estado e que tem impacto imediato na qualidade da educação no Maranhão”, ressaltou.
Segundo ele, assim que for aprovado o pedido de urgência, o trâmite da proposta fica mais curto e a votação em plenário pode ocorrer em até uma semana. “Acredito que, aprovada a urgência, em uma semana teremos o projeto pronto para a apreciação pelos deputados em plenário”, opinou.
vagas
AACHEII.COM

sábado, 15 de novembro de 2014

Roseana Sarney é acusada de receber propina intermediada por Youssef

Roseana Sarney
O Globo - A governadora do Maranhão, Roseana Sarney (PMDB), é investigada por suspeita de receber propina para que o governo do estado antecipasse o pagamento de um precatório de R$ 120 milhões às construtoras UTC/Constran. O acordo teria sido intermediado pelo doleiro Alberto Youssef e foi descoberto no âmbito da Operação Lava-Jato. Pela suspeita de envolvimento da governadora, o caso foi apartado do processo e remetido ao Superior Tribunal de Justiça (STJ), em função de seu foro privilegiado. Na sexta-feira, o governo do Maranhão negou que Roseane conhecesse ou tivesse estado com Youssef.
O doleiro foi preso em março deste ano quando estava em São Luís (MA) para pagar a propina em dinheiro, segundo suspeita da PF. No despacho que autorizou a ação de ontem, o juiz da 13 Vara Federal do Paraná, Sérgio Moro, escreveu ver com “estranheza que empreiteira utilize os serviços de Alberto Youssef, especialista em lavagem de dinheiro, para negociar precatório com o governo estadual”.
O magistrado citou como “prova robusta” do envolvimento do doleiro mensagem eletrônica enviada em dezembro de 2013 a ele pelo administrador da UTC, Walmir Pinheiro Santana, com cópia para Ricardo Pessoa, presidente da UTC, congratulando-o pelo sucesso na negociação do precatório. Também são citados depoimentos que confirmariam o pagamento e imagens de câmeras do hotel em que Youssef se hospedou na ocasião em que foi preso. Moro citou o caso para “ilustrar a relação próxima entre Alberto Youssef e a UTC/Constran”.
O governo do Maranhão informou que o caso da empresa UTC estava em primeiro lugar na lista de precatórios quando cumpriu o acordo para pagamento de ação de indenização, proposta há 25 anos. “O acordo homologado pela Justiça foi vantajoso para o Estado, pois trouxe economia aos cofres públicos”, alegou, em nota.
AACHEII.COM