.. ... ..

13 fevereiro 2017

Motim da Penitenciária Major César termina com quatro presos feridos

Detentos de duas alas, cada uma delas com cerca de 20 celas, queimaram colchões e realizaram um motim por volta de meio dia desta segunda-feira (13), na Penitenciária Major César. De acordo com informações da Secretaria de Justiça, quatro presos ficaram feridos e um deles terá que fazer cirurgia. Os outros três já foram atendidos e receberam alta do hospital
Jefferson Dias, diretor sindical, informou que o motim foi controlado cerca de uma hora depois por policiais militares e agentes penitenciários de plantão. “O tumulto foi controlado com spray de pimenta e outro métodos indicados para esses casos. Ainda não sabemos o que motivou. Ficamos sabendo que tem uma arma lá dentro. Inclusive, toda noite os presos fogem para roubar, e com certeza não vão desarmados”, contou o sindicalista.
Logo após controlarem a situação, o Comando de Operações Prisionais, Tropa de Choque da Polícia Militar, Diretoria de Inteligência e Proteção Externa da Sejus, Diretoria da Unidade de Administração Penitenciária da Sejus e agentes penitenciários iniciaram uma vistoria e contagem de presos na penitenciária.
Em nota, a Sejus informou que essas forças de segurança pública e prisional permanecerão na Major César, preventivamente, para assegurar a ordem na unidade. "A Secretaria de Justiça está abrindo procedimento para investigar as circunstâncias em que se deu o problema", diz a nota.
Os presos envolvidos no princípio de motim estão sendo identificados e responderão a procedimento disciplinar. O Poder Judiciário também será comunicado sobre os detentos envolvidos no distúrbio, para que sejam adotadas providências necessárias.
               
Por: Nayara Felizardo

Nenhum comentário: