.. ... ..

18 abril 2017

RESENHA AQUISIÇÃO DA LINGUAGEM

Biografia
 Del Re Alessandra
Mestre e doutora em Linguística pela Universidade de São Paulo (USP), realizou parte de seu doutoramento na França, na Université René Descartes (Sorbonne/Paris V), e desenvolveu (2008-2009) uma pesquisa de Pós-Doutorado na Université Paris X/MoDyCo/COLAJE. Desde 2004, é docente do Departamento de Linguística da Faculdade de Ciências e Letras, UNESP, exercendo a função de Professor Doutor. Entre outros trabalhos, organizou, com a Profa Dra. Christelle Dodane (França), um número temático sobre aquisição da linguagem para a revista ALFA (v.54, n.2, 2010) e, em 2014, com as Profas. Dras. Marina Mendonça e Luciane de Paula o livro "A linguagem da criança: um olhar bakhtiniano" (Ed. Contexto), resultado de trabalhos de seu grupo de pesquisa na UNESP de Araraquara - onde leciona - em colaboração com os grupos Slovo e GED. Tem experiência na área de Linguística, com ênfase em Aquisição da Linguagem, atuando principalmente nos seguintes temas: aquisição de língua oral, humor infantil, argumentação, referência, todos eles dentro de uma perspectiva discursiva e dialógica. Desde 2004, desenvolve projetos de pesquisa em colaboração com a Université Paris 3 (Profas Dras. Anne Salazar-Orvig e Aliyah Morgenstern) e Université de Montpellier 3 (Profa. Christelle Dodane). Tem atualmente um projeto com a Profa. Aliyah Morgenstern financiado pela IDEX-Université Paris 3 (Projet RIHA). É líder do Grupo NALingua (CNPq), GEALin (FCLAr), e membro dos GTs de Psicolingüística-ANPOLL (desde 2006), de Argumentação-ANPEPP (desde 2007), dos Grupos COLAJE (França, desde 2008) e DIAREF (França, desde 2009).
RESUMO DA OBRA A educação infantil é um assunto que ha muito tempo que os estudiosos da área vêm tentando descobrir uma forma correta e eficaz na aprendizagem das crianças. Podemos ver a observação de (R. Tione) quando afirma que a criança não é simplesmente uma imitadora, e que a mesma absorve e observa as atitudes de outras. R. Tione, sem duvida alguma teve uma grande importância na educação infantil, mas deixou a desejar, isso quer dizer que seus métodos falharam, tanto é que no século surgiram novas ideias, novos estudiosos com métodos inovadores, e diziam serem mais eficazes. Como afirma os trabalhos de F. Saussure e L. Bloonfield que afirmava que a linguística tinha autonomia. Vendo tudo isso observa-se que educação infantil é como uma borboleta em um casulo sempre passando por uma transformação. A teoria do empirismo acreditamos que é totalmente sem sentido, onde (E. R) a firma que a mente não é um componente fundamental para justificar algo. O que se vê nos estudiosos do passado, na educação é o puxar de tapete para seus pés, ou seja um surge com uma ideia que aparentemente é boa e eficaz, daí a pouco aparece outro com nova metodologia e condenado a do outro. Alessandra Del Re, é uma das mais atuais que vem mostrando seu trabalho voltado para o ensino infantil, mais não vai ficar por aí, sempre vai aparecer outro com uma nova teoria, já deixando a outra para trás, por isso temos ideias contrárias. O que precisamos é observar todos e absorver o melhor para repassarmos para os nossos alunos e prepararmos com uma boa educação, por que as crianças de hoje serão os homens do futuro que estarão à frente de nossa nação. Essa obra é dedicada profissionais da educação, pedagogos e alunos de pedagogia, também aos interessados de um modo no assunto. 
Resenhado por aluno da FAMEP
 Valmir Feitosa de Araujo

Nenhum comentário: